A carregar Todos os Eventos

« All Events

  • Este evento já decorreu.

Autora do mês de Fevereiro

Fevereiro 1 @ 9:00 - Fevereiro 28 @ 17:30

Maria Alcina Adriano, 1950.

Maria Alcina Adriano Garcia Magro nasceu em Valverde, concelho de Almeida, a 30 de novembro de 1950.

Em 1960, saiu de Valverde e foi para Almeida, para frequentar o ano letivo de acesso ao ensino liceal, no Colégio Frei Bernardo de Brito. No ano seguinte, concluiu o segundo ciclo no Liceu Nacional Afonso de Albuquerque, na Guarda.

Em janeiro de 1970, fixou residência em Lisboa e, depois de alguns anos de exercício de funções na Administração Pública, decidiu recomeçar a estudar. Ingressou, assim, na Faculdade de Direito de Lisboa, conciliando a sua vida familiar e profissional com a de universitária, e, no ano de 1989, concluiu a licenciatura em Direito. Tal ter-lhe-á permitido uma requalificação na carreira, tendo depois exercido funções jurídicas até à data da sua aposentação, no dia 1 de abril de 2010.

Começou a escrever aos 18 anos, mas só em 2011 editou, com a Chiado Editora, o seu primeiro livro de poemas Flores verdes em tempo de guerra. Em 2012, publicou o segundo livro, O meu corpo é como um rio. Seguiram-se As searas são vermelhas (2013), A magia da vida (2014), A primavera dos meus sonhos (2015), As ondas dos seus olhos (2016) e A ribeira da minha terra (2017).

Como refere a própria autora, «nos poemas, encontrou uma forma de falar dos seus sonhos, dos seus amores, das suas vivências e experiências no país e nos diversos países que tem visitado, de questões sociais, das suas perdas e desilusões, sem nunca se esquecer das suas origens rurais e das dificuldades sentidas pelas populações da Beira Interior, regressando muitas vezes à sua terra, para receber os abraços das suas gentes, para sentir os cheiros característicos da aldeia e dos campos – ou cobertos de geada, ou floridos e verdejantes, ou gretados pelo vento e pelo calor -, para respirar o ar puro sempre que abre uma janela, para ouvir a sinfonia dos pássaros que acordam a madrugada, para ouvir o coaxar das rãs nas noites em que a insónia entra pela porta e não tem vontade de sair».

A autora tem, também, poemas seus publicados em diversas antologias: Entre o sono e o sonho, Florilégio de Natal, Espontâneos de Natal, Abril-40 anos, Enigmas, Utopias, Paradigmas, Poética, Tempo mágico, Toda a vida é sonho, Graças a Deus e Fúria de viver.

Todos os livros da autora constam no catálogo da Biblioteca Municipal Maria Natércia Ruivo.

Detalhes

Início:
Fevereiro 1 @ 9:00
Fim:
Fevereiro 28 @ 17:30
Categoria de Evento:

Local

Biblioteca Municipal Maria Natércia Ruivo
Rua Conselheiro Hitze Ribeiro 8
Almeida, 6350-125 Portugal
+ Mapa do Google